10 de maio de 2007

Mistérios da Luz


Verdadeiramente importante é que o Rosário seja cada vez mais visto e sentido como itinerário contemplativo. Através dele, de modo complementar ao que se realiza na Liturgia, a semana do cristão – tendo o domingo, dia da ressurreição, por charneira – torna-se uma caminhada através dos mistérios da vida de Cristo, para que Ele se afirme na vida dos seus discípulos, como o Senhor do Tempo e da História.

Onde se podem inserir os Mistérios da Luz?
Atendendo a que os mistérios gloriosos são propostos em dias seguidos, sábado e domingo, e que o sábado é tradicionalmente um dia de intenso carácter mariano, parece recomendável deslocar para ele a segunda meditação semanal dos mistérios gozosos, nos quais está mais acentuada a presença de Maria. E assim fica livre a Quinta-feira precisamente para a meditação dos Mistérios da Luz.

Esta indicação, porém, não pretende limitar uma certa liberdade de opção na meditação pessoal e comunitária, segundo as exigências espirituais e pastorais e sobretudo as coincidências litúrgicas que possam sugerir oportunas adaptações. (nº38)


Mistérios Luminosos
Passando da infância e da vida de Nazaré à vida pública de Jesus, a contemplação leva-nos aos mistérios que se podem chamar, Mistérios da Luz…Querendo indicar à comunidade cristã cinco momentos significativos (mistérios luminosos) da fase da vida pública de Cristo, considero que se podem justamente individualizar.


o seu Baptismo no Jordão (Mt.3,13-17),

a sua auto-revelação nas Bodas de Cana (Jo.2,1-11),

o seu anuncio do Reino de Deus com o convite à conversão (Mc.1,14-15)

a sua Transfiguração (Lc.9,38-36), e

a instituição da Eucaristia, expressão sacramental do mistério pascal (Lc.22,14-20).

6 comentários:

Pe. Vítor Magalhães disse...

Onde sacaste o ícone?

antonio disse...

Seria correcto chamar-lhe os Mistérios da Epifania?

Desculpa a minha ignorância, mas a que se referem os números no final de cada parágrafo?

mafaoli disse...

António
Os números são referentes aos paragrafos da CARTA APOSTÓLICA
ROSARIUM VIRGINIS MARIAE
DO SUMO PONTÍFICE
JOÃO PAULO II, de 16 de Outubro de 2002. É nesta carta apostolica que João Paulo II, nos propõe estes novos "mistérios luminosos", para acrescentar aos já existentes; gloriosos, gozoso e dolorosos. penso de alguma forma ter esclarecido, mas senão diz alguma coisa

antonio disse...

Mutio bem, e a minha primeira pergunta?

Desculpa mas és a minha catequista virtual.

mafaoli disse...

Estes 5 novos mistérios, mistérios luminosos ou da luz, foram assim chamados pelo Santo Padre João Paulo II nessa mesma carta apostólica.
abaixo transcrevo parte do nº 21 dessa mesma carta.

21.- Passando da infância e da vida de Nazaré à vida pública de Jesus, a contemplação leva-nos aos mistérios que se podem chamar, por especial título, “mistérios da luz”. Na verdade, todo o mistério de Cristo é luz. Ele é a « luz do mundo » (Jo8, 12). Mas esta dimensão emerge particularmente nos anos da vida pública, quando Ele anuncia o evangelho do Reino. Querendo indicar à comunidade cristã cinco momentos significativos – mistérios luminosos – desta fase da vida de Cristo, considero que se podem justamente individuar: 1o no seu Baptismo no Jordão, 2o na sua auto-revelação nas bodas de Caná, 3o no seu anúncio do Reino de Deus com o convite à conversão, 4o na sua Transfiguração e, enfim, 5o na instituição da Eucaristia, expressão sacramental do mistério pascal.

Terei esclarecido bem? espero que sim.

Paulo disse...

Olá, gostaria de mostrar o software dedicado a orações baseadas no Rosário que escrevi, Multirosarium, que permite:

* aprender a rezar o Santo Terço, o Terço da Divina Misericórdia etc.
* meditar os mistérios do Terço utilizando belos ícones
* meditar os mistérios do Terço ouvindo leituras da Bíblia
* contar as orações sem precisar das contas de um Terço físico

Para orar online: http://multirosarium.com

Enviar um comentário