sexta-feira

Filipe e o eunuco etíope


Filipe e o eunuco etíope (Act.8,26-40)


Uma Segunda história acerca de Filipe, o seu encontro com o eunuco etíope (8, 26-40), dá-se depois do regresso de Samaria a Jerusalém com Pedro e João. Filipe é chamado por um anjo a fazer uma viagem e é afastado misteriosamente depois da sua missão.

Segundo os Actos, Filipe encontra um etíope, um alto dignitário de Candece, rainha dos Etíopes, na estrada de Jerusalém para Gaza. O eunuco «tinha ido em peregrinação a Jerusalém» e «lia o profeta Isaías» (8,27-28). Pode-se entender que seria um convertido ao judaísmo ou que estaria prestes a converter-se. A pedido do eunuco, Filipe explica-lhe a passagem das Escrituras que ele está a ler e que é Isaías 53,7-8. Filipe interpreta-a em termos cristãos, e «anuncia-lhe Jesus» (8,35).

É a primeira vez que no Novo Testamento se identifica explicitamente Jesus com a figura do servo sofredor de Isaías 53, e este capítulo tornou-se um texto fundamental para os pregadores cristãos dos primeiros tempos. Em seguida o eunuco foi baptizado. A história da sua conversão parece reflectir a prática baptismal da Igreja primitiva. O candidato é instruído na fé (8,35), depois pede formalmente para ser baptizado (8,36) e em seguida faz uma confissão de fé: «Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus» (8,37).

O facto de o convertido ser eunuco e etíope pode Ter um significado simbólico. A Lei judaica excluía tecnicamente os eunucos de entrar no Templo e de participar nos actos de culto, mas em Isaías 56,4-5 diz-se que os eunucos que mantiverem a aliança encontrarão o seu lugar na casa de Deus. É possível que, segundo os Actos, esta situação se tenha verificado. Vários versículos dos salmos e dos livros dos profetas falam de gente da Etiópia que se voltou para Jeová e lhe fazia ofertas: talvez fosse significativo o facto de o eunuco etíope ser o responsável pelo tesouro real.

Diz-se que, depois de baptizar o etíope, Filipe foi «arrebatado» pelo «Espírito do Senhor» (8,39). Segundo os Actos, ele reapareceu na cidade de Azoto, junto da costa mediterrânica, de onde conduziu uma missão evangélica até ao porto romano de Cesareia. Filipe parece Ter fixado residência em Cesareia, porque mais tarde de diz que ele vivia com quatro filhas solteiras que possuíam o dom da profecia 21,8-9)

Sem comentários: