16 de fevereiro de 2008

Transfiguração


Mateus não está interessado em relatar-nos simplesmente informações. Ele quer levar os cristãos das comunidades, e a nós também, a compreender quem é Jesus. Para isso ele recorre à linguagem teológica através de figuras e símbolos.
No livro do Êxodo, Moisés sobe à montanha levando consigo duas pessoas e lá conversa com Javé.
Fica claro que na transfiguração Mateus quer-nos apresentar Jesus como o novo Moisés, aquele que dá ao novo povo, representados pelos três discípulos, a nova lei, a revelação definitiva de Deus. No alto da montanha aparecem Moisés e Elias. O primeiro é aquele que deu a lei ao seu povo, o outro é considerado como o primeiro dos profetas. Pedro, como de costume, não entende o significado do que está acontecendo. Ele ainda julga que Jesus é somente um grande personagem, um homem do mesmo nível de Moisés, de Elias, por isso sugere que sejam construídas três tendas iguais. Mas os três personagens já não podem continuar juntos. Jesus destaca-se nitidamente dos outros, é absolutamente superior.
Neste ponto Deus intervém para corrigir a falsa interpretação de Pedro: Jesus não é somente um grande legislador ou um simples profeta, é o Filho predilecto do Pai. É a ele e somente a ele que os discípulos devem dar ouvidos. É por isso que se observa que, quando os três discípulos levantam os olhos, não vêem mais ninguém a não ser Jesus. Moisés e Elias desapareceram, já cumpriram a sua missão ao apresentar ao mundo o Messias, o novo profeta, o novo legislador.

Neste segundo domingo da Quaresma, a liturgia da Palavra traz ricos ensinamentos. Nossa vida na fé é um caminho a ser percorrido...como o de Abraão, o de Paulo, o de Timóteo. Nesta caminhada não estamos sozinhos, a palavra de Jesus, seu Evangelho aponta-nos a direcção. Estamos dispostos a ouvir o que Jesus tem a dizer-nos? Ouvimos tantas vozes... por que não escutar o que Jesus diz?

(Adap.Pe. Francisco Pires de Andrade, cmf)

3 comentários:

Lisa's mau feitio disse...

Olá!

Tive muito gosto em que fosses visitar o meu blog e cá estou para te visitar também!

É verdade... Porque não deixar-nos escutar a voz de Jesus em nós?
tanto ruído se apodera de nós, afinal... E a voz de Jesus será como um bálsamo na azáfama dos nossos dias...

Há tempos li num blog um texto (malendreco, é certo!!! Mas retiro sempre o lado giro das coisas!!) cujo título era "Deus tem voice mail?"
O autor do texto referia que Deus deixava sempre ir as suas chamadas para a caixa de mensagens... Até pode ser... Deus pode andar ocupado, por vezes e não nos atender à primeira... Mas, quantas vezes ele tenta devolver a chamada e somos nós que temos a linha ocupada?

Não é verdade? :)

Beijinhos grandes e tem uma semana boa!! :)

Lisa

Fa menor disse...

Que nesta quaresma consigamos transfigurar-nos, ao deixarmo-nos inundar por Jesus e pala Sua Palavra!

Maria João disse...

Há aqui uma mensagem muito importante... Há que caminhar... Não podemos achar que vamos ser bons cristão, bons seguidores de Cristo num estalar de dedos. Há que caminhar com Cristo...

Mas, atenção... Não usemos isto como desculpa. Comecemos ou continuemos a caminhar já... Depois pode ser tade demais...

beijos em Cristo

Enviar um comentário