17 de junho de 2007

A misericórdia de Deus

"São-lhe perdoados os seus muitos pecados, porque muito amou"
Lc.7, 36 - 8,3

No Evangelho, Jesus vai jantar na casa de um fariseu e é surpreendido com o gesto de uma mulher que se prostra a seus pés, banha-os com suas lágrimas, seca-os com os cabelos, beija-os e unge-os com perfume. O fariseu desaprova a atitude da mulher e de Jesus, que se deixou tocar por uma pecadora. Jesus percebe isso e aproveita para mostrar que quem alcança a misericórdia de Deus é aquele que se reconhece pequeno e fraco diante do Pai e que se deixa envolver pela sua bondade. Os critérios de Jesus são diferentes do fariseu. Para Ele, a força do amor é maior que o peso do pecado. O perdão e o amor abrem um novo caminho para a mulher viver uma vida nova. Ninguém está livre de grandes erros, mas sempre é possível reencontrar o caminho da salvação. Para isso, é preciso, em primeiro lugar, reconhecer-se pecador, sujeito a falhar na fidelidade para com Deus. Brota desse reconhecimento a necessidade de confiar na misericórdia divina, sentindo-nos acolhidos e perdoados pelo Pai.


Hoje é o Domingo da misericórdia de Deus.

4 comentários:

elsa nyny disse...

E comno é bom sentir essa mesma Miserocórdia...saibamos nós ser misericordiosos!

beijinhos!
:)

Pe. Vítor Magalhães disse...

"A quem muito se perdoa, muito se ama".

antonio disse...

Feliz o Juiz que assim julga...

Catequista disse...

Grande é a misericórdia de Deus!

Enviar um comentário